quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Podia ter sido eu a escrever isto:


"Mas, aos 40 anos, não compreendo esse medo de ficar sozinho, que me inquietava ainda aos 33. Ficamos sozinhos quando somos exigentes. Ficamos sozinhos quando defendemos as nossas convicções. É um preço que estou disposto a pagar. E há, digamos, dez pessoas de quem gosto, dez pessoas sobre quem não me enganei, e dez pessoas é um mundo."

Pedro Mexia, Expresso

5 comentários:

d* disse...

o que precisava de ler no dia de hoje, esse medo que me persegue. obrigada.***

cycle disse...

10 é muito bom :)

Este Blogue precisa de um nome disse...

d*:

Não tenhas medo. Medo é para os fracos, vais ter-te sempre a ti, isso é o mais importante... vou dedicar-te um post...

Só sedas disse...

Li essa crónica no fim de semana :) gostei muito

Adriana ♣* disse...

Excelente!!!
Antes só do que mal acompanhada!
E se assim já se passaram 10 anos...
Eu realmente penso como você e o Pedro Mexia, mas entendo pessoas que pensem como a d*.
Não é qualquer um que banca a vida sozinho, no peito e na raça.
Uma vez em um consultório médico ouvi uma mulher dizendo: "Antes mal acompanhada do que sozinha".
Por incrível que pareça tem MUITA gente que pensa assim.
Enfim, hoje para estar com alguém precisa ser realmente especial, caso contrário, estar só também pode ser MUITO bom! Beijocas!