terça-feira, 16 de Setembro de 2014

dos momentos que fazem {toda} a diferença:


quando já nos despedimos e tu voltas para trás e dizes: - só mais um beijo. um só! voltas com aquele ar de quem vem roubar algo muito valioso. e depois acrescentas: um só não chega, quero mais!
 
e são coisas assim tão simples, que fazes com a maior naturalidade e vontade do mundo que te tornam diferente aos meus olhos. a simplicidade e genuidade dos teus gestos comovem-me e encantam-me.

segunda-feira, 15 de Setembro de 2014

das palavras: das escritas, não das faladas


adoro palavras, não há um dia que estas não me persigam: pelo que leio, pelo que escrevo. mas, quando me escrevem, estas tocam-me a alma. não as de qualquer pessoa, mas as das minhas pessoas: aquelas que guardo no meu coração, que acolho na minha alma. as palavras sentidas {por mim e por quem as escreve} arrepiam-me as veias da alma, arrepiam-me a espinha, provocam-me pele de galinha. quem me conhece - bem -, sabe da importância disso e tem cuidado com o que me escrevem e a forma como escrevem. as palavras cheias embriagam-me o corpo e a mente. hoje foi dia de receber palavras sinceras, cheias de significado, cheias de sentimento, poderosas MESMO. vi-me espelhada nelas e chorei. chorei de emoção e senti uma imensa felicidade por ter alguém como tu na minha vida. não presente, mas nunca ausente e isso é o que importa. não aqui, ao meu lado, mas à distância de um texto tão simples e tão verdadeiro. não aqui: neste continente, mas num lugar quente a muitos kms de distância e mesmo assim tão perto. hoje estiveste comigo: aqui ao meu lado, naquelas palavras. eu também gosto muito de ti, muito mesmo.

não vou adiar mais, vai ser hoje

sinto-me muito cansada e é normal: só tive 15 dias de férias, tão cedo não vou ter mais. o verão não foi nada, passou num repente, aliás nem houve verão. eu sem sol não sou nada, não sou ninguém. estou a precisar de um up ao meu cérebro e ao meu corpo

{ private post }

 

:-)

do tudo o que pedi e veio.

estou feita



a mc só fala em ter um cão. eu só quero este, ela só quer uns que se assemelham mais a ratos que outra coisa. está bonito isto, está...
ela é menina para me aparecer com um em casa. não fosse ela minha filha...

domingo, 14 de Setembro de 2014

Se soubesses cantar, acho que era que me cantarias :-)




Uma tigresa de unhas negras e íris cor de mel
Uma mulher, uma beleza que me aconteceu
Esfregando a pele de ouro marrom do seu corpo contra o meu
Me falou que o mal é bom e o bem cruel
Enquanto os pelos dessa deusa tremem ao vento ateu
Ela me conta sem certeza tudo o que viveu
Que gostava de política em mil novecentos e sessenta e seis
E hoje dança no Frenetic Dancin' Days
Ela me conta que era atriz e trabalhou no Hair
Com alguns homens foi feliz com outros foi mulher
Que tem muito ódio no coração, que tem dado muito amor
E espalhado muito prazer e muita dor
Mas ela ao mesmo tempo diz que tudo vai mudar
Ela vai ser o que quis inventando um lugar
Onde a gente e a natureza feliz, vivam sempre em comunhão
E a tigresa possa mais do que o leão
As garras da felina me marcaram o coração
Mas as besteiras de menina que ela disse não
E eu corri pra o violão num lamento e a manhã nasceu azul
Como é bom poder tocar um instrumento

há pouco enquanto escrevia o último post pensava:


será que aquele mergulho de há pouco foi o último deste verão? olhem, desliguei o pc e fui a correr para a praia.

dizem que 3ª feira começa um temporal, dizem...

eu ainda ando por aqui


não abandonei o blogue. mas, tem sido um mês muito intenso {e ainda só vai a meio}. um mês cheio de contradições, cheio de opostos, de muitos estados de espírito. um mês de recomeços como é sempre neste mês, mas com previsão de fecho de muitos ciclos para breve. dou de mim, em tudo, mas sinto-me esgotada. eu sei que a força está aqui, só que há dias que faço maratonas - dentro de mim - para a encontrar. a minha relação com a escrita sempre foi muito estranha: não consigo inventar, não consigo fingir e quando vivo tanta coisa ao mesmo tempo fico com pouca vontade de escrever e até tenho dificuldade em alinhar ideias. sou assim nada a fazer, mas conto voltar aqui - regularmente - em breve.

sábado, 6 de Setembro de 2014

Tocando em frente



Ando devagar
Porque já tive pressa
E levo esse sorriso
Porque já chorei demais
Hoje me sinto mais forte
Mais feliz, quem sabe
Só levo a certeza
De que muito pouco sei
Ou nada sei
Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs
É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir
Penso que cumprir a vida
Seja simplesmente
Compreender a marcha
E ir tocando em frente
Como um velho boiadeiro
Levando a boiada
Eu vou tocando os dias
Pela longa estrada, eu vou
Estrada eu sou
Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs
É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir
Todo mundo ama um dia
Todo mundo chora
Um dia a gente chega
E no outro vai embora
Cada um de nós compõe a sua história
Cada ser em si
Carrega o dom de ser capaz
E ser feliz
Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs
É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir
Ando devagar
Porque já tive pressa
E levo esse sorriso
Porque já chorei demais
Cada um de nós compõe a sua história
Cada ser em si
Carrega o dom de ser capaz
E ser feliz

É tudo o que eu peço:


Fotografia: Porto Covo | Praia Grande

Eu pedi forças
e Deus deu-me dificuldades
para me fazer forte.

Eu pedi sabedoria
e Deus deu-me problemas
para resolver.

Eu pedi prosperidade
e Deus deu-me o cérebro
e músculos para trabalhar.

Eu pedi coragem
e Deus deu-me pessoas
com problemas para ajudar.

Eu pedi favores
e Deus deu-me todas
as oportunidades.

Eu não recebi nada
do que pedi
mas recebi tudo
o que precisava.

Oração publicada por Laurinda Alves

terça-feira, 2 de Setembro de 2014

domingo, 31 de Agosto de 2014

é amanhã, é já amanhã

 
que começa o meu mês preferido: setembro.

sábado, 30 de Agosto de 2014

{private post}


Já pousei os meus lábios nos teus, é insuportável o teu cheiro se não puder tocar-te, ficaríamos completos se apenas houvesse palavras, e o mais absurdo é que nem precisamos de falar, pessoas como nós não procuram a eternidade mas os sentidos.

 in "Prometo Falhar" de Pedro Chagas Freitas.


quarta-feira, 27 de Agosto de 2014

terça-feira, 26 de Agosto de 2014

ao fim de quase 6 anos de blogue


pela primeira vez vou falar dos vestidos usados nos Emmys, mas só deste: top, fiquei perdida de amores.

segunda-feira, 25 de Agosto de 2014

Urgente, chamada urgente

Boa tarde!

Vimos fazer um apelo urgente: a Vida Norte está a atravessar um período de grande dificuldade. Estamos a acompanhar uma média de 90 famílias todos os meses, sendo que as carências económicas são cada vez mais crescentes… e chegamos a uma quase ruptura no nosso stock de apoio material, essencialmente no que diz respeito a bens alimentares e produtos de higiene para bebé/criança.
Vimos assim apelar ao seu donativo! Por pouco que seja, será sempre importante!

Poderá ser em bens materiais (entregues directamente na Associação) ou através de um donativo monetário ( NIB 0033 0000 45200223640 05 – Millennium BCP).

Os produtos mais necessários são:

Produtos de higiene:

- Fraldas T2, T3 e T4;

- gel de banho, shampô , creme barreira, discos de amamentação, óleo de amêndoas doces, soro fisiológico.

Produtos de alimentação:

- arroz;

- enlatados (salsichas, atum, feijão, grão…)
;
- óleo/azeite;

- cereais.


Muito Obrigada pelo seu apoio! A Vida Norte precisa de si!


VIDA NORTE
Associação de Promoção e Defesa da Vida e da Família

Av. Marechal Gomes da Costa, 516
4150-354 Porto
Tel. 226063046
Geral: nortefamiliavida@gmail.com
Direcção: direccao@vidanorte.org
Voluntariado: voluntariado@vidanorte.org
www.vidanorte.org
https://www.facebook.com/nortefamiliavida

e se gostássemos todos do amarelo?


A C. que trabalha comigo quando tem direito a uma folga escolhe sempre a segunda-feira. A mim, faz-me uma confusão: ela só adia a segunda para terça. Logo, continua a ter uma segunda naquela semana. Eu quando posso tirar um dia escolho logo sexta, assim tenho dois sábados. Coisas de maluquinha, mesmo.

vou deixar-te guiar


essa é a maior prova de confiança que podia dar a alguém. se os caminhos forem tortuosos, dou-te a mão e atravesso-os contigo. é isso que se faz quando se gosta de alguém e eu gosto é de ti.

sábado, 23 de Agosto de 2014

nós sempre soubemos


que não era só amizade. esta minha mania de sentir tudo. eu, já o sabia há 4 anos.

sexta-feira, 22 de Agosto de 2014

todos os dias passava por ela

 

e pensava: é a flor mais bonita do mundo.
hoje veio comigo para casa, foi a dona do jardim que ma deu. linda de morrer :-)


Sim veio


foi há um ano e meio. Em janeiro do ano passado para ser mais precisa. Deus veio e baralhou tudo. Baralhou tudo de uma só vez e com força.

Não adianta fugir. É como a gripe: para onde formos ela vai connosco.

explicação aqui

A {nossa} cumplicidade nestes dois: Marcelo Camelo e Mallu Magalhães


intoxicação alimentar

com sushi.
ontem estive para morrer :-) enquanto me lembrar acabou-se a minha paixão.

quarta-feira, 20 de Agosto de 2014

terça-feira, 19 de Agosto de 2014

{private post}



de volta. a tanta coisa. e das férias também.

sábado, 16 de Agosto de 2014

isto no verão é muito mais fácil






praia do pego - comporta.

sexta-feira, 15 de Agosto de 2014





 
 Tróia.

podemos dançar em qualquer lado :-)


algures em Milfontes saí do carro para dançar.

quinta-feira, 14 de Agosto de 2014