domingo, 26 de fevereiro de 2012

Querida B.

Vou usar a frase mais irritante, mas é a que se adequa ao que quero escrever-te, a única que se adequa: Eu avisei-te que ia ser assim!
Eu disse-te que ias esquecê-lo, que ia haver um dia que não o lembrarias mais; que haveria um dia que olharias para tudo o que te fazia recordá-lo e não estaria lá nada. Porque o lembraste até à exaustão, porque o choraste, porque muitas noites sonhaste com ele, porque o esgotaste dentro de ti. Se todas fizéssemos o que tu fizeste teriamos relações bem mais saudáveis, com as cabeças arrumadas, seriamos todas bem mais felizes. Deves estar orgulhosa de ti, esqueceste-o sem recorreres a outro, como cada vez é mais prática comum. E isso vai trazer-te um futuro risonho, tenho certeza.

8 comentários:

Plim disse...

Gostei do post, eu acho que estou nesse caminho, mas ainda não atingi a meta. Adorei: "porque o esgotaste dentro de ti" sinto cada vez mais que isto está a acontecer dentro de mim.
Bom resto de fim de semana =)

Paula NoGuerra disse...

Tenho um miminho para ti, caso o querias receber, no meu blogue! Vem buscá-lo :-)

Bjs docinhos xxx

Pam disse...

Palavras sábias! ;)

Maria disse...

Assim até é melhor. Sem danos colaterais de arranjar alguém para tapar m buraco...

Só sedas disse...

Uau vou oferecer-me este comentário da B. a mim própria. E confirmo, quando se esgota uma pessoa, podemos partir para outra muito mais leves, felices e maduras.

Miss G. disse...

E isto é assim com tudo; devemos viver o sofrimento até já não doer (tanto) dentro de nós. Ignorar não funciona. Nem no amor nem em nada da vida.

Soul Simplicity... disse...

Uma grande verdade! Confirmo por experiência própria.O melhor mesmo é deixar "secar" o sentimento, deixar ir sem apegos. Só assim conseguimos dissecar os sentimentos e as ideias se seguir sem "pensos rápidos", com passos mais firmes e seguros!

clutch and chic disse...

que bom!!! eu cá fico mesmo contente pela B. beijos!