quarta-feira, 31 de agosto de 2011

É minha filha...



MC a discutir com o primo. Ele dá-lhe um pontapé, ela prega-lhe um estaladão e diz:
- Se julgas que por ser rapariga apanho e fico quieta, estás muito enganado! Se voltas a bater-me, vai ser muito pior, garanto-te...
Ele com um ar assustado, fugiu para o pé da mãe a chorar...

Nota: não sou apologista da violência, mas acho que quem vai à guerra dá e leva e ele já andava a pedi-las. Passada meia-hora estavam a jogar às cartas à gargalhada.


7 comentários:

Mnemósine disse...

Não era bom que todas as mulheres fossem capaz de impor respeito como a MC fez?

Este Blogue precisa de um nome disse...

Sai à mãe... tenho pêlo na venta e não levo desaforos para casa :) filha de peixe...

Isabel disse...

Também não sou pela violência, mas ela esteve muito bem! Cá se fazem cá se pagam!

Li disse...

Assim é que é! Há que deixar de lado a teoria do sexo frágil, ainda que às vezes dê jeito... Mas a sério, assim aprende a defender-se e cedo.

Raquel Poderosa disse...

tipico, as minhas irmãs entre elas é igualzinho.


http://its-bananas.blogspot.com/

Mariana disse...

Muito bom! :)

Essencia disse...

assim sim ! eheh