sexta-feira, 24 de junho de 2011

Um dia hei-de ir eu...








3 comentários:

Preta Rosa-Velho disse...

Podes crer que não existe nada mais gratificante na vida do que poderes dar de ti a quem mais precisa. Sempre te surpreendes porque descobres que o que recebes é muito mais do que o que das. Cresces como pessoa, tornas-te forte e aprendes a ler o mundo e a lutar por mais justiça. Trabalhei quase sete anos em missões nacionais, as vezes mesmo na casa dos nossos vizinhos ha uma crianca ou um idoso a precisarem de ajuda, a passar fome, a sofrer maus tratos. Comecar sim, mas desde ja. Um beijinho grande, acho lindo o teu serio envolvimento, ha causas que valem a pena.

Tânia Gil disse...

Assim que acabar a faculdade envolvo-me num projecto destes. Não há outra coisa que eu mais queira.

Este Blogue precisa de um nome disse...

Preta Rosa_velho

Eu faço isso todos os dias, mas adorava pisar África... é um sonho, que queres? E ir noutro género de missão! Missionária tento ser todos os dias :)

Beijo, amiga!