quinta-feira, 26 de maio de 2011

A minha filha está tão grande

Hoje de manhã pediu-me para ir passar uma noite com os sem-abrigo. Eu deixei, claro. Mas quando é que ela cresceu? Ainda ontem gatinhava e desarrumava-me a casa toda.

2 comentários:

Leana disse...

Vêmo-los crescer, estamos diariamente ao lado deles mas por mais incrível que pareça, não damos por isso.

Eu sinto exactamente o mesmo. E se por um lado é bom ver que os meus pequeninos estão crescidos, por outro, tenho tantas saudades de os ver gatinhar pela casa...

Bjinhos querida :)

Preta Rosa-Velho disse...

Enche-me o coração ler-te sobre a tua filha. Lindo demais.