quarta-feira, 31 de março de 2010

Corta...

Aqui na terrinha onde vivo, há os chamados meet point, isto é, os locais onde encontramos toda a gente, quer queiramos quer não. O Pingo Doce já é um clássico e a ele junta-se o posto dos Correios. Encontra-se sempre alguém. E logo eu que vivo aqui há vinte e tal anos e conheço praticamente toda a gente. A MC quando vai comigo na rua diz que é um cansaço de tantos "olás" que dou.
Ora, outro dia nos Correios avistei aquele que era o rapaz mais giro do liceu, ainda me lembro todas caiam aos seus pés, inclusivé eu. De sua graça Pêpê (Deus meu, que nick). Pois meninas está um caco, aquilo só pode ser dos charros. Pálido, magro com ar infeliz, mal vestido (antes andava sempre impecável) e casado com uma mulher que parecia ser mãe dele. Ainda tentei encontrar ali qualquer coisa que me recordasse quem ele foi. Mas não, nem o brilho daqueles olhos azuis. Tudo desapareceu.
Não querendo ser presunçosa a mim, a idade operou-me verdadeiros milagres. É que com 17 queremos parecer ter vinte e cinco e aos 36 queremos parecer ter 36. Eu, pelo menos...

5 comentários:

Sara* disse...

existem certas pessoas que nos desiludem quando ficamos muitos anos sem as ver loll
Eu já me aconteceu isso também, mas também já ive boas surpresas,:)

sofia disse...

Pois, mas eu, quase nos quarenta, quero continuar a parecer que tenho 36 :)
Bj

Feiticeira disse...

nem todos os homens envelhecem bem! e nem todas as mulheres envelhecem mal. cada vez mais as mulheres envelhecem e muito bem!

Fofocas disse...

eu vi o Pêpê noutro dia e tive exactamente a mesma reacção - choque! Onde é que está aquela pinta que só ele tinha?!?!?

Joao Rai disse...

achas que é dos charros?? humm há casamentos que destroem mais que qualquer estupefaciente...