quarta-feira, 12 de agosto de 2009

"Solidaridade não é dar o que me sobra, é dar o que me falta!"*

Depois do post de ontem e de realmente achar o mundo está completamente doente, constato hoje que ainda há pessoas bondosas, generosas, altruístas e que são as que fazem com que o mundo caminhe para o lugar certo, ajudava era se fossem mais!!!
Hoje estava na piscina e encontrei a Joana! Já não estava com ela há seguramente um ano! Sempre a admirei, é muito amiga do meu irmão e sempre a achei girissíma. Hoje convenceu-me que é muito mais que uma cara bonita, além da cara tem também um coração de uma beleza indescritível!
Contou-me que esteve a fazer voluntariado na Guiné Bissau. Fiquei vidrada com as histórias. Quando cheguei a casa fui ao blogue dela e digo-vos chorei, emocionei-me!!! Obrigada Joana, ainda bem que existem pessoas como tu! Vão lá espreitar e vejam o que duas pessoas conseguiram fazer. Contado por ela parecia a coisa mais simples do mundo. Tem uma energia contagiante e quem sabe não vamos fazer uma parceria muito gira em prole daquelas crianças. Projectos não lhe faltam!
(Já fiz voluntariado em tempos. Adorava voltar a fazer. Gostava de ir a África e ajudar uma casa como a do Orfanato Casa Emanuel. Um dia quando a MC estiver mais crescida e independente quem sabe se não irei!).
*frase dita pela Joana hoje durante a nossa conversa de horas!!! Ficou-me na cabeça!!!

9 comentários:

disse...

Era algo que gostava muito de fazer, mas enquanto uns (como eu) apenas pensam nisso, outros, bem mais corajosos e altruístas fazem-no mesmo...

Este Blogue precisa de um nome disse...

É verdade Bê, tens toda a razão. Eu já fiz e vou voltar a fazer. Posso dizer-te que o que trazemos connosco é muito mais do que aquilo que lá deixamos!!!

Um beijo

P.S. Fiquei contente com as melhoras do teu gato!!! ;)

Petra Pink disse...

Fiquei emocionada com o blog da tua amiga!
Acredito que seja uma experiència fantástica e muito enriquecedora!
Muitas vezes um pequeno gesto da nossa parte significa algo grandioso para quem o recebe...

Miguel disse...

Curioso que hoje ouvi a mesma frase.

Mas não concordo completamente.
Acho que tem mais valor dar o que nos faz falta que o que nos sobra, claro, mas dar, em qualquer dos casos, já é muito bom.

Se todos dessem um pouco do que têm a mais era mais que suficiente e ninguém precisava de dar o que lhe faz falta.

Bem, eu vou fazer uma limpeza cá em casa e vou ter muita coisa para dar que ainda está em boas condições: roupa, brinquedos e talvez outras coisas.
Se souberem algum sitio em particular que esteja a precisar é só dizer.

Montana disse...

Felizmente ainda há pessoas como a tua amiga Joana.
E ás vezes nem sequer é preciso ir
para longe, basta estar atento ao que nos rodeia.
Um beijinho.

Joanne disse...

obrigada (:
claro que nem sempre o primeiro beijo corresponde às expectativas mas não deixa de ser especial. qualquer beijo, dado sentidamente, fica-nos na memória.
beijos, Joanne

* Atelier Ao Meu Gosto * disse...

Eu tenho por lema, que se conseguir fazer pelo menos uma pessoa sorrir o meu mundo fica diferente... por isso partilho no meu blog a campanha [ Afric-Ana + Atelier Ao Meu Gosto ], o porta-moedas é de lá :)

Beijinho,
Lena

Pátuá disse...

A frase tem muita lógica, mas mesmo dar o que nos sobra já é uma ajuda.Eu normalmente costumo ajudar algumas instituições locais com o que posso e com o que me sobra ou já não me faz falta, acho que sempre é uma ajuda em vez de deitar no lixo.
Fui ver o blogue dela e fiquei encantada com o trabalho que por ali se faz em prol das crianças.Por isso vou enviar coisas dos meus pequenos e alguns bens alimentares para poder dar algum contributo.

beijinhos

Joana Cruz disse...

Olá Ritinha!

Finalmente e depois de um retiro "espiritual" no meio da natureza sem as habituais interrupções do telefone, televisão e internet, consegui um tempinho para "blogar".
Obrigada pela tua mensagem e por ajudares a partilhar este projecto. São as pessoas como tu que me motivam para continuar a ajudar quem mais precisa.
Também gostei muito do teu blogue e virei aqui espreitá-lo sempre que puder.

Um beijinho,

Joana