terça-feira, 21 de julho de 2009

Sem norte... (MC#6)

A MC foi para um acampamento! Sinto-me só, como se o contrário ao que fosse aconselhável estivesse a acontecer, e ser ela o meu porto seguro! Sei que não é assim que deve ser, sei que a eduquei (e quero) que ela seja do mundo!! Mas também é um bocadinho minha!!! Tem que ser e vai ser sempre! Vou preocupar-me até ao fim!
Ela está a divertir-se, está com as amigas e com as Chefes do Grupo, mas eu tenho saudades do cheiro dela, dos livros dela espalhados, das danças intermináveis com a música aos gritos, até das respostas tortas! Eu sou mãe solteira e vivo só com ela, que é a minha companhia, que é com quem converso à noite! Ontem ligaram-me a dizer que ela estava a chorar porque as calças de ganga não apertavam (e a pedir autorização para as cortar). Respondi à R. Chefe que a MC jamais choraria porque umas calças não lhe servem, tanto mais que eu tinha mandado outras. Claro que estava a chorar por outra coisa! Talvez ansiedade de ver a noite a aproximar-se! Quando desliguei o telefone também chorei! Mas nada posso fazer, tenho que deixá-la crescer e ser dela própria...mas custa tanto! Sei que virá de lá mais crescida, que a estou a ajudar a ser mais responsável, a dar-lhe as ferramentas para a maturidade e segurança...
Estou com o coração pequeno, pequenino... e um pouco triste, morta de saudades!!!
Estou ansiosa que chegue sexta para a cheirar como a fêmea cheira a cria e a encher de beijos.
(Hoje entre as sete e as oito vou poder ligar-lhe e não vou passar esta ansiedade, prometo).
XXXXXXXXXX
Ontem à noite para enganar as saudades fui à Fnac (que me faz sempre bem a alma) e comprei um album lindo de morrer, onde vou escrever um "album não comum" para a MC. Com fotografias; textos escritos de mim para ela; bilhetes de espectáculos, cinemas teatros que fomos juntas; desenhos dela, etc...Vai demorar muito a fazer, mas julgo que um dia vai adorar!!!

11 comentários:

katiuska disse...

Percebo-te perfeitamente. A minha Joaninha vai fazer 2 anos, e tenho a certeza que ela é também o meu porto seguro, é por ela que enfrento tudo na vida, mas é com ela também que me esqueço de todos os problemas. Nunca tive ainda um dia sem a minha filha, mas ao ler o teus post, consegui sentir tudo o que dizias´...Elas são sem dúvida a nossa razão de existir

Miss Kitty disse...

Lindo o post!
Ela cresce e cada uma tem que ter a sua individualidade e o seu espaço por muito que se amem. ;)

BJS*

Saltos Altos Vermelhos disse...

Ai que lindo sentimento de mãe! :D é lindo de se ler! :)

Vocas disse...

Mas que ideia maravilhosa essa do álbum!
Também eu sou mãe solteira de dois rapazes e sei perfeitamente do que falas!
Lê, vê um bom filme, organiza um jantar de amigos em casa... e de repente já é sexta-feira!

Su disse...

Eu não tenho filhos. Só posso falar pelo meu lado. Os meus pais queixam-se do mesmo, das saudades imensas, da falta que lhe fazemos. Depois quando estou em casa a minha mãe só se sabe é queixar se de tudo o que faço. Só te posso dizer para não te esqueceres que tens saudades dos livros espalhados pela casa. Estou farta de dizer á minha que o dia que sair de casa o meu quarto vai ficar arrumado para sempre! Senão vai haver um dia em que ela só vai a casa dormir só mesmo para não te ouvir. Desculpa a sinceridade mas as pessoas dão demasiada importância a pormenores e só nos sentem a falta quando não nos têm!

Patrícia disse...

É curioso ler este teu post depois de ter escrito o meu. Percebo-te mais do que bem e essa ideia do album é fantastica.

Susaninha disse...

ADOREI ESTE POST....
Até eu fiquei com o coraçao pequenino...
E O MAIS ENGRAÇADO É QUE ESTAVAM EM SINTONIA...
Aiiiiiiiiiiiii...

Rita disse...

Dá para entender esse sentimento muito bem.
Mas como dizes, estás a dar-lhe as ferramentas necessárias. Um dia, senão já, vai agradecer-te muito todas essas oportunidades.

Pátuá disse...

Não é fácil ser-se mãe, mas é tão bom:)
Como mãe compreendo esses teus sentimentos:)

beijinhos...

Montana disse...

Como te ompreendo. Também já passei por isso. A 1ª vez que a
minha filha foi de passeio com o colégio e ficou 2 noites fora, passei a manhã toda a vomitar.
Depois, depois habituei-me.
Mas custa sempre.

Joana disse...

Que ternura de texto! :)
A sério!
Adorei ler-te e rever-me... como filha única e com uma relação muito forte com a minha mãe percebi-te perfeitamente!
:)